sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Vespa reinventada

Aqueles que pensavam que todas as variações, possíveis e imaginárias, da extraordinária criação de Corradino D'Ascanio de 1946 já tinham sido imaginadas... enganaram-se. Eis a Vespa reinventada pelas mãos da Jennings Harley-Davidson de Leeds (Inglaterra), em curiosas versões motociclísticas:

Vespa Café Racer, com um toque Brat Style. Via

Vespa Sport, puro-sangue italiano (uma Vescati ou uma Vesguzzi?). Via

Vespa Scrambler, preparada para enfrentar maus caminhos. Via

Vespa-Glide, uma touring para viajar em grande estilo. Via

Vespa Chopper, pronta para Sturgis ou Daytona Bike Week. Via

Um belo exercício de imaginação e criatividade que, por certo, deixará muita gente a pensar e a sorrir.

Fonte: The Kneeslider

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Museus e Colecções Particulares #10

National Technical Museum – Praga

A bonita e cultural cidade de Praga, capital da República Checa, é um dos destinos mais populares do turismo europeu. Os monumentos, a música, as belas artes, a arquitectura, a gastronomia, entre outros, são sem dúvida bons motivos para uma visita a esta histórica capital da região da Boémia.

Depois de ter atravessado as pontes sobre o Rio Moldava, andado de barco, subido às torres, visitado o castelo, assistido à mudança de hora no Relógio Astronómico e saboreado um svíčková na smetaně acompanhado por uma pilsener, para os petrol heads a visita a Praga não ficaria completa sem uma ida ao National Technical Museum (NTM), a maior instituição dedicada à preservação de informação e artefactos relacionados com a história da tecnologia na República Checa. Situa-se a pouco mais de 1.500 m a norte da Praça da Cidade Velha (Staré Město, Praga 1).

Via

As origens 

O museu foi fundado em 1908 e encontra-se nas actuais instalações (adjacentes ao Parque Letná) desde 1941. Entre os precursores do NTM, consegue-se ordenar as recolhas efectuadas pela Escola Profissional de Engenharia (fundada em 1717 em Praga), continuadas pelo Instituto Politécnico (fundado em 1806) e, finalmente, a abertura do Museu Industrial Checo, fundado por Vojtěch Náprstek em 1874. Partes destas colecções foram transferidas para o actual NTM no final do século XX.

O museu tem grandes exposições que representam aproximadamente 15% da sua colecção total, bem como administra arquivos substanciais compostos aproximadamente por 3.500 metros de estantes com diverso material de arquivo e cerca de 250.000 livros.

Národní Technické Muzeum (National Technical Museum). 

Em Fevereiro de 2011, após um longo processo de renovação (2003–2011), a primeira parte das exposições permanentes foi aberta ao público. Em Outubro de 2013, a renovação do National Technical Museum estava completa. Actualmente o museu apresenta séculos de engenhosidade através de 14 exposições permanentes: Arquitectura, Construção e Design, Astronomia, Transportes, Fotografia de estúdio, Exploração mineira, Metalurgia, Química à nossa volta, InterCamera, Medição do tempo, Sala de jogos Merkur, Impressão gráfica, Tecnologia em casa, Tecnologia nos brinquedos e Estúdio de televisão.

A exposição

A exposição permanente dedicada à história dos transportes é a que mais atrai as atenções dos visitantes do NTM. É precisamente neste espaço, por entre locomotivas, automóveis, bicicletas, aviões e outros veículos, que se encontra a interessante colecção de motos de época, bastante representativa do que foi esta indústria (especialmente) no período da antiga Checoslováquia. 

Exposição “Transportes”. 

Quando pensamos em motos fabricadas na terra de Checos e Eslovacos, o mais certo é virem-nos à cabeça as marcas Jawa e ČZ, bem como motores a dois tempos refrigerados a ar. Apesar de tudo isto ser verdadeiro, felizmente que a produção de motos neste país da Europa Central não se resumiu a estas duas importantes marcas, como se pode verificar pela grande variedade de marcas e modelos expostos:

Slávia B (1901) – Laurin & Klement, Mladá Boleslav (Boémia) – 240 cm3, 1,5 kW (2 hp), 40 km/h velocidade máx., 55 kg peso.

Slávia Bz (1905) – Laurin & Klement, Mladá Boleslav (Boémia) – 331 cm3, 1,8 kW (2,5 hp), 60 km/h velocidade máx., 58 kg peso.

Slávia CCR (1905) – Laurin & Klement, Mladá Boleslav (Boémia) – 812 cm3, 3,7 kW (5 hp), 85 km/h velocidade máx., 76 kg peso.

Jelínek (1904) – Josef Jelínek, Smíchov (Boémia) – 397 cm3, 1,8 kW (2,5 hp), 60 km/h velocidade máx., 65 kg peso.

Perun 3 HP (1909) – Josef Žd’árský, Podolí u Svijan (Boémia) – 454 cm3, 2,2 kW (3 hp), 70 km/h velocidade máx., 67 kg peso.

Walter B (1909) – Josef Walter, Výroba motocyklů a automobilů, Smíchov (Boémia) – 1.022 cm3, 5,1 kW (7 hp), 70 km/h velocidade máx., 135 kg peso.

Itar 710 (1924) – Jaroslav Janatka, Automontage, Praga (Checoslováquia) – 706 cm3, 10,3 kW (14 hp), 90 km/h velocidade máx., 170 kg peso.

Čas Sc (1921) – Česká automobilová společnost, spol.s r.o., Praga (Checoslováquia) – 180 cm3, 0,9 kW (1,25 hp), 35 km/h velocidade máx., 48 kg peso.

Motor Company 1000 (1924) – Motor Company, Praga (Checoslováquia) – 980 cm3, 16 kW (22 hp), 100 km/h velocidade máx., 177 kg peso.

Poustka 150 (1923) – František Poustka, Praga (Checoslováquia) – 147 cm3, 3,5 kW (4,7 hp), 60 km/h velocidade máx., 68 kg peso.

Satan (1930) – Šikýř–Rott, Praga (Checoslováquia) – 540 cm3, 7,4 kW (10 hp), 90 km/h velocidade máx., 158 kg peso.

Čechie-Böhmerland 350 (1937) – Albin Liebisch, Kunratice u Šluknova (Checoslováquia) – 346 cm3, 7,35 kW (10 hp), 80 km/h velocidade máx., 140 kg peso.

Praga BD 500 (1927) – Českomoravská Kolben-Daněk, Praga (Checoslováquia) – 499 cm3, 11 kW (15 hp), 105 km/h velocidade máx., 170 kg peso.

Premier 500 Model SL 39 (1931) – Premier, Akciová spol. pro výrobu jízdních kol a strojů v Chebu (Checoslováquia) – 494 cm3, 16 kW (22 hp), 140 km/h velocidade máx., 140 kg peso.

Jawa 500 OHV (1931) – Zbrojovka Ing. F. Janeček, Praga (Checoslováquia) – 499 cm3, 13,2 kW (18 hp), 100 km/h velocidade máx., 175 kg peso.

Jawa 175 (1938) – Zbrojovka Ing. F. Janeček, Praga (Checoslováquia) – 172 cm3, 4 kW (5,5 hp), 80 km/h velocidade máx., 85 kg peso.

Jawa 350 SV (1933) – Zbrojovka Ing. F. Janeček, Praga (Checoslováquia) – 350 cm3, ? kW (? hp), ? km/h velocidade máx., 127 kg peso.

Jawa 350 DOHC (1939) – Zbrojovka Ing. F. Janeček, Praga (Checoslováquia) – 350 cm3, 34,6 kW (47 hp), 180 km/h velocidade máx., 130 kg peso.

ČZ 175 Speciál (1937) – Česká zbrojovka, a. s., Strakonice (Checoslováquia) – 172,5 cm3, 4,8 kW (6,5 hp), 80 km/h velocidade máx., 95 kg peso.

ČZ 100 (1938) – Česká zbrojovka, a. s., Strakonice (Checoslováquia) – 98 cm3, 1,8 kW (2,5 hp), 65 km/h velocidade máx., 48 kg peso.

Ogar 250 (1937) – Autfit průmyslová akciová společnost v Praze (Checoslováquia) – 247 cm3, 7,5 kW (10 hp), 100 km/h velocidade máx., 116 kg peso.

Jawa 500 DT (1945) – Zbrojovka Ing. F. Janeček, Praga (Checoslováquia) – 499 cm3, 36,7 kW (50 hp), ? km/h velocidade máx., 110 kg peso.

Jawa 500 DTC (1945) – Zbrojovka Ing. F. Janeček, Praga (Checoslováquia) – 499 cm3, 55,2 kW (75 hp), ? km/h velocidade máx., 131 kg peso.

Dálník 250 Prototyp (por volta de 1942) – Jan Anderle, Praga (Checoslováquia) – 248,5 cm3, 6,6 kW (9 hp), ? km/h velocidade máx., 120 kg peso.

Jawa 250 DIN (1942) – Zbrojovka Ing. F. Janeček, Praga (Checoslováquia) – 247 cm3, 5,9 kW (8 hp), 90 km/h velocidade máx., 106 kg peso.

Jawa 250 11 Pérák (1951) – Zbrojovka Ing. F. Janeček, Praga (Checoslováquia) – 248,5 cm3, 6,6 kW (9 hp), 100 km/h velocidade máx., 115 kg peso.

ČZ 125 T (1949) – České závody motocyklové, n. p., Strakonice (Checoslováquia) – 123 cm3, 3,2 kW (4,5 hp), 80 km/h velocidade máx., 78 kg peso.

Jawa-ČZ 150 - 352 (1954) – České závody motocyklové, n. p., Strakonice (Checoslováquia) – 148 cm3, 4,6 kW (6,5 hp), 85 km/h velocidade máx., 108 kg peso.

Jawa 50 - 550 Pionýr (1958) – Považské Strojárne n. p., Povážská Bystrica (Checoslováquia) – 49,9 cm3, 1,18 kW (2,2 hp), 50 km/h velocidade máx., 54 kg peso.

Čezeta 501 (1959) – České závody motocyklové, n. p., Strakonice (Checoslováquia) – 171,1 cm3, 5,9 kW (8 hp), 80 km/h velocidade máx., 130 kg peso.

ČZ 175 - 961 (1958) – České závody motocyklové, n. p., Strakonice (Checoslováquia) – 174 cm3, 11,85 kW (16,5 hp), 106 km/h velocidade máx., 120 kg peso.

ESO MC 500 (1956) – Okresní průmyslový kombinát Vlašim, závod Eso Divišov (Checoslováquia) – 498 cm3, 37,5 kW (51 hp), ? km/h velocidade máx., 120 kg peso.

Jawa 350 - 673 (1967) – VVZ Jawa Strašnice n. p. (Checoslováquia) – 342 cm3, 58,8 kW (80 hp), 267 km/h velocidade máx., 138 kg peso.

ČZ 420 - 860 (1972) – České závody motocyklové, Strakonice (Checoslováquia) – 418 cm3, 53,7 kW (73 hp), 260 km/h velocidade máx., 142 kg peso.

Jawa 500 - 891 (1973) – Jawa Divišov n. p. (Checoslováquia) – 497 cm3, 38 kW (51 hp), 160 km/h velocidade máx., 100 kg peso.

ČZ 350 - 510 (1978) – České závody motocyklové, n. p., Strakonice (Checoslováquia) – 347,5 cm3, 20 kW (27 hp), 140 km/h velocidade máx., 153 kg peso.

Jawa 500 - 824 (1984) – VVZ Jawa Strašnice (Checoslováquia) – 500 cm3, 24 kW (32,6 hp), 155 km/h velocidade máx., 176 kg peso.

ČZ 180 - 487.5 (1996) – ČZ Cagiva, s. r. o., Strakonice (República Checa) – 180 cm3, 9,5 kW (13 hp), 105 km/h velocidade máx., 128 kg peso.

Praga ED 610 (2002) – Praga Hostivař, a. s., Praga (República Checa) – 609,6 cm3, 40,4 kW (55 hp), ? km/h velocidade máx., 114 kg peso.

A colecção conta também com motos de outras nacionalidades que, de alguma forma, ficaram ligadas a este país, como a Hildebrand & Wolfmüller (1894), a De Dion-Bouton (1900), a Puch 2 HP (1911), a Indian (1915), a Douglas 350 (1926), a Ner-A-Car (1924), a Indian Scout 37 (1927), a Harley-Davidson Model J (1928), a Indian Four (1931), a BSA 350 Model L (1926), a Ariel 500 Model E (1927) ou a BMW R 11 (1932). Mas são as menos conhecidas marcas e modelos locais que, verdadeiramente, constituem a grande mais-valia deste National Technical Museum.

Informações

Morada: Kostelní 42, 170 78 Praga 7, República Checa
GPS: 50º05'51.1"N 14º25'29.1"E 
Telefone: +420 220 399 111
Fax: +420 220 399 200 
E-mail: info@ntm.cz
Página Web: http://www.ntm.cz/en
Horários: Segunda: fechado; Terça a Sexta: 09:00-17:30; Sábado, Domingo e Feriados: 10:00-18:00 
Entrada: Bilhete normal: CZK 190; Desconto para crianças, séniores, estudantes, entre outros: consultar tabela; Taxa adicional para fotos: CZK 100 (NDR: 1 CZK = 0,03835 € aproximadamente). 

Fontes: National Technical Museum e Wikipedia