quinta-feira, 22 de setembro de 2016

André Pires no IOMTT 2016

O Tourist Trophy da Ilha de Man de 2016, cujas corridas foram disputadas durante a primeira quinzena do mês de Junho, deixou uma vez mais uma sensação “agridoce” nos fans das road races.

Pela positiva e tal como no ano passado, o record da volta mais rápida ao traçado de 60 km do Circuito de Montanha foi novamente quebrado. Este feito foi conseguido pelo piloto Michael Dunlop no Senior TT onde, para além de ter conquistado a vitória no final das 6 voltas, estabeleceu a volta mais rápida de sempre com um tempo de 16m53.929s à incrível velocidade média de 133.962 mph (215,59 km/h)!

No entanto, infelizmente, a nuvem negra dos acidentes fatais voltou a pairar sobre a ilha. “As corridas mais perigosas do mundo” fizeram desta vez quatro vítimas mortais: o piloto Dwight Beare (27 anos) no Sidecar TT 1, o piloto Paul Shoesmith (50 anos) numa secção de treinos para o Superstock TT, o piloto Ian Bell (58 anos) no Sidecar TT 2 e o piloto Andrew Soar (32 anos) no Senior TT... RIP

André Pires. Via

Esta edição de 2016 contou novamente com presença portuguesa nas corridas do IOMTT, mais precisamente do piloto André Pires, depois das quatro participações consecutivas do piloto Nuno Caetano (2015, 2014, 2013 e 2012, com estreia no Manx GP de 2011), que entretanto decidiu retirar-se das competições após o GP Macau de 2015.

André Pires (Suzuki GSX-R1000). Via

Aos comandos da Suzuki GSX-R1000 #92 da equipa ‘AP Racing/Incortcar’, o estreante André Pires conseguia a qualificação para o SuperStock TT. Na corrida, o piloto de Vila Pouca de Aguiar arrancou na 72.ª posição e conseguiu cumprir o seu objectivo em terminar esta primeira participação, que se saldou no 52.º lugar final, com um tempo total de 1h00m59.824s à média de 111.340 mph (179,18 km/h).

Resultados corrida Superstock TT. Via

“Terminámos a corrida de SuperStock com muita alegria e satisfação, arrancando em 72.º e terminando em 52.º recuperando assim 20 posições. Toda a equipa está de parabéns, o reabastecimento correu sem problemas. Fui tudo novidade, uma experiência inesquecível com uma alta dose de adrenalina equivalente apenas ao enorme esforço despendido por todos os presentes. (...)”.

Fontes: Isle of Man TT e André Pires