quinta-feira, 18 de maio de 2017

Robert M. Pirsig RIP

Robert Maynard Pirsig, escritor e filósofo americano que inspirou gerações a viajar de moto pelos Estados Unidos da América com a sua autobiografia ficcionada Zen and the Art of Motorcycle Maintenance: An Inquiry into Values, faleceu no passado dia 24 de Abril, com 88 anos, na sua casa em South Berwick (Maine), após um período de degradação do seu estado de saúde.

Robert Pirsig na sua Honda CB77 com o seu filho Chris (1968). Via

A viagem de moto que Robert M. Pirsig realizou em 1968, na qual percorreu as estradas americanas entre o Minnesota e o Norte da Califórnia na companhia do seu filho Chris e durante 17 dias, aos comandos de uma Honda CB77 305cc de 1965, juntamente com o casal amigo John e Sylvia Sutherland que o acompanhou durante os primeiros 9 dias numa BMW R60/2 600cc, foi o mote para a escrita do livro.

A história mistura as suas experiências vividas durante a viagem com uma grande dose de filosofia e uma pitada de manutenção mecânica, originando uma narrativa alternativa e original. Após ter sido rejeitado por mais de uma centena de editoras, ‘Zen and the Art of Motorcycle Maintenance’ foi finalmente publicado em 1974, tornando-se rapidamente num best-seller.

Robert Pirsig a trabalhar na sua moto (1975). Via

Esta aventura de Robert Pirsig serviu também de inspiração para o neozelandês Des Molloy, que em Agosto de 2006 se fez mais uma vez à estrada, agora com a sua filha Kitty, para recriar a viagem que Pirsig realizara em 1968, chamando-lhe ‘Zen and the Last Hurrah II’. 

Para além do livro ‘Zen and the Art of Motorcycle Maintenance’, Pirsig escreveu também Lila: An Inquiry into Morals (1991), uma história semi-autobiográfica de uma viagem de barco pelo Rio Hudson. Este livro foi um dos finalistas nomeados para o Prémio Pulitzer de Ficção em 1992.

R.I.P.

sábado, 13 de maio de 2017

Moto no poste

Quem sai de Penafiel pela N15 (também conhecida como Estrada do Douro e Trás-os-Montes) em direção a Paredes, após cruzar a A4 e ainda na Freguesia de Guilhufe e Urrô, depara-se com a nova Rotunda do Motociclista.

Cerca de 100 m mais à frente fica a Casa do Motociclista, i.e., a sede do Moto Clube Vale do Sousa, nas antigas instalações do Jardim de Infância da Gandra. É precisamente aqui que se encontra uma cruiser, que aparenta ser uma Suzuki LS 650 Savage, colocada no topo de um poste:

Suzuki LS 650 Savage no poste. Via 

Apesar de não ser caso único, esta “escultura” foi a escolha do MC Vale do Sousa para, de uma forma curiosa e pouco habitual, assinalar o local onde este grupo de motociclistas se reúne.